Home Informativo Cirurgia Ortognática
Cirurgia Ortognática

A importância do trabalho em conjunto do profissional ortodontista e cirurgião bucomaxilofacial no preparo e tratamento de pacientes com deformidades dentofaciais.

A Ortodontia e a Cirurgia bucomaxilofacial, especialidades odontológicas que tratam as deformidades dentofaciais, buscando a correção da oclusão, melhora articular, respiratória, fonética, que geram benefícios funcionais e harmonizam a face.

Proporcionando aos pacientes aspectos positivos em relação à estética e ao fator psicossocial. A Cirurgia Ortognática é um procedimento capaz de oferecer melhora da qualidade de vida para pacientes portadores de deformidades dentofaciais.

Pacientes com deformidades óssea/ dentárias (classe III, classe II de Angle, sorrisos gengivais esqueléticos entre outros), constituem um desafio para o ortodontista e para o cirurgião maxilofacial, pois além da obtenção de uma boa oclusão, é necessário restabelecer a proporcionalidade e harmonia da face.

Dentro deste contexto, é possível destacar que, nestas situações, o profissional Ortodontista deve estabelecer o plano de tratamento em quatro fases, a pré-cirúrgica, a trans-cirúrgica, a pós-cirúrgica e a fase de contenção. Dentro da fase pré-cirúrgica, está o passo mais importante que o profissional deve estar ciente, é o Preparo Ortodôntico propriamente dito, onde a comunicação do Ortodontista com o cirurgião Bucomaxilofacial se inicia com a primeira consulta. Após o diagnóstico, todo plano de tratamento deve ser estabelecido e discutido, de maneira conjunta, entre os profissionais. Nesta fase, o Ortodontista deve “descompensar” todas as posições incorretas dos dentes e tratar cada maxilar de maneira independente, deixando cada dente dentro de sua base óssea e obter o paralelismo dentário entre as raízes e coroas, além da correção de giroversões e de inclinações dentárias. Somente após tais procedimentos, é feita uma moldagem de ambas as arcadas e, ao colocar os modelos em Chave de Oclusão, com as linhas médias coincidentes, e se não houver nenhuma interferência, esta fase está concluída e o paciente encaminhado para o ato cirúrgico.

O tratamento ortodôntico-cirúrgico convencional para correções de deformidades dentofaciais apresenta um elevado tempo de preparo ortodôntico do paciente, uma média de dois anos que, por vezes, ocasiona uma piora temporária em sua aparência. Isso fundamentou o desenvolvimento de uma nova técnica de tratamento que se destina a solucionar essas dificuldades, o protocolo denominado Benefício Antecipado, apesar de ambas as técnicas – a tradicional e a de Benefício Antecipado – propiciarem excelentes resultados tanto funcionais quanto estéticos, o novo protocolo permite alcançar melhoras significativas logo ao início do tratamento, deixando para terminar de corrigir os demais defeitos dentários após a cirurgia ortognática. Isso é vantajoso, em especial para os pacientes.


Matéria por:
Dr. Eron Martins Baroni
CRO/SC: 10.801






COMPARTILHE:



MAIS LIDAS

Cirurgia Ortognática
A importância do trabalho em conjunto do profissional ortodontista e cirurgião bucomaxilofacial no preparo e…
Implante imediato com estética imediata
Um dos maiores medos dos pacientes é, principalmente, a perda de um dente na região estética, seja essa causada…
Tratamento para Ronco e Apneia com Aparelho…
O Ronco é um problema social sério, atingindo cerca de 30% das pessoas, alterando a convivência com o cônjuge…